Loading...

quarta-feira, 17 de março de 2010

NOITE DE CHUVA

Na vidraça embaçada
Havia só pingos da chuva fina.
Sentia seu coração bater
Com o meu descompassado,
Num tapete aquecido
Pela lareira me distraia
Sua voz sussurrava doces palavras
Meu corpo em êxtase respondia
À noite adentrando a madrugada
Um vinho suave e companheiro
Vendo você ao meu lado
Sem pensar em nada
Noite nostálgica
Conversas rosto a rosto
Travesseiros macios
Noite perfeita para dois namorados
Romântica, doce e cheia de amor
E a madrugada rompe
A noite que passa a ser dia...
NESSA NOITE DE CHUVA FOMOS TOMADOS POR UMA CHUVA DE AMOR!

VITÓRIA LEMOS

Um comentário:

  1. Lindoooo! Adoro chuva na madrugada.. Observar a cidade adormecida...
    Parabéns Vitória... Seu blog é lindo e seu poetar maravilhoso!
    Bjs em seu coração... Tânia Camargo

    ResponderExcluir